Você já recebeu convidados em sua casa e algum deles não podia consumir algum tipo de alimento?

Ou você mesmo é celíaco/intolerante/vegetariano ou simplesmente deseja uma receita fácil e saborosa?!?


Bolo com amoras

1 xíc leite de inhame
3 ovos
3 col manteiga ghee
1 xíc demerara
2 xíc farinha de trigo
1 col sobremesa fermento químico
1 pitada de sal

Bater levemente com a batedeira (alguns segundos, só pra misturar).
Cobrir com amoras ( ou framboesas, talos de rubarbo picados, morangos fatiados, banana...), polvilhar com 3 colheres de coco ralado fino e 1 col sopa de demerara.

Assar em forno pré-aquecido (180 graus) até dourar.

Tabule (sem glúten)

2 tomates picadinhos
1 cebola grande bem picadinha
1 pepino japonês picado com a casca
1 maço de salsinha picadinho
15 folhas de hortelã picadinhas
3 col sopa amaranto em flocos
5 col sopa quinoa em flocos
2 col sopa grãos de quinoa
Suco de 2 limões tahiti
10 a 15 col sopa de azeite de oliva
Sal a gosto
Misturar e armazenar em geladeira. Servir após 24 horas.

Se tolerar, pode substituir a quinoa e o amaranto por trigo para kibe.

Bolacha / cookies

1 xíc maizena
1 xíc farinha de trigo
1 xíc de açúcar
100g manteiga
100g creme de leite
1 pitada de noz moscada, canela, anis estrelado e cravo moídos
1 pitada de sal
1 col chá de fermento royal

Amassar, abrir a massa e moldar as bolachas.
Assar em forno 160 graus até dourar.

Esfiha aberta

Massa:
2 xíc farinha de trigo
1 xíc de água morna
1 col sopa manteiga
1 col sopa sal
1 col sopa fermento biológico
Sovar bem, dividir em 12-14 bolinhas e deixar crescer.
Afundar o centro das bolinhas com o fundo de um copo. Rechear e assar em forno aquecido, a 200 graus.

Recheio:
400g carne moída refogada com 1 cebola e 1 dente de alho picados.
1 tomate picadinho
Sal a gosto.

Servir com molho de pimenta, maionese de alho, limão espremido ou molho de tahine.

Schnetjes (Beliscão/Canela de velha)

200 ml de nata
1 pitada de sal
1 colher café fermento químico
Farinha de trigo (aprox. 2 xícaras)
Amassar e acrescentar a farinha até a massa desgrudar da mão.
30 minutos na geladeira, coberto com plástico.
Abrir com o rolo, espessura de 3 a 4mm.
Recortar em triângulos, rechear com goiabada.
Assar em forno quente, por 8-10 min, 180 graus.

COSTELA NA PRESSÃO

Não sobrou nada pra tirar foto! Estava desmanchando, de tão macia!

1º- Prepare uma "cama" de cebolas no fundo da panela de pressão com 4 cebolas, cortadas em 4, desfolhadas.
2º- A receita que está circulando pela internet sugere de 2 a 3 caldos Knorr ou similares, mas acabei substituindo por 4 folhas de louro, 4 galhos de tomilho, uma pitada de salsinha seca, uma colher chá de sal grosso francês e um fio de óleo.
3º - Deite 1 kg de costela de boi sobre estes ingredientes.
4º - Cubra com mais uma colher de sopa de sal grosso.
5º - Feche a panela e, após pegar pressão, deixe cozinhar por 50 minutos.
6º- Sirva imediatamente!


LEITE CONDENSADO DE AVEIA

2 xícaras de açúcar (branco, cristal orgânico, demerara)
1/2 xícara de água fervente.

Bata no liquidificador, por uns 3 minutos.

Acrescente:
3/4 xícara de aveia em flocos ou farinha de aveia.

Bata por mais 2 minutos, até engrossar ao ponto de leite condensado.
Pode ser conservado na geladeira por alguns dias.

COOKIES 2 INGREDIENTES

2 bananas nanicas/caturras amassadas
aveia em flocos médios até dar liga que quase desgrude.

Forme as bolinhas e asse em forno 200 graus, por aproximadamente 8 minutos, dependendo do tamanho do cookie moldado.

Variações:
aveia + quinoa em flocos + coco seco ralado + cacau em pó + uva passa + nozes ou amêndoas picadas.
Pode acrescenter também 1 ovo batido à receita. Fica fofíssimo!

PEREXKI ou PERISHKY (Pastelzinho menonita doce assado)

1 embalagem creme de leite
1 pitada de sal
1 col sobremesa de royal
Farinha branca até dar ponto (5-8 col sopa).

Misturar com a quantodade de farinha até a massa soltar da mão. Deixar gelar por 30 minutos.
Abrir a massa num formato retangular, com espessura fininha (3mm) e rechear com pedaços de talo de ruibarbo e maçã (abacaxi e maçã ou framboesa/morango e maçã).
Polvilhar as frutas com uma mistura de açúcar e farinha (umas 3 colheres sopa de cada), fechar a massa, formando um rolo. Ou faça as tradiconais trouxinhas. Assar até dourar em forno 200 graus.




TAPIOCA DO NORDESTE

É gostoso, barato, "enche o bucho" e ainda é molezinha de fazer!

Você vai precisar de:
Polvilho doce e
Água!

Pois é...  molhe o polvilho doce até ele absorver a água. Não pode ficar molhado, precisa esfarelar com a mão. Quanto mais úmido, mais gostoso. A medida exata é difícil, vai depender da umidade do dia (1 xícara de polvilho com 100 ml de água, aprox). Coloque mais água, se ficar muito seco ou mais polvilho, se ficar muito úmido.
Passe na peneira, apertando com as costas da colher.
Numa frigideira quente, despeje umas 5 ou 6 colheres generosas desse polvilho preparado.
Alise, calmamente, com a ajuda de um garfo, dando o formato redondo típico.
Quando soltar do fundo, acrescente o recheio desejado (ricota, coco e leite condensado; coco e doce de leite; só manteiga; queijo coalho e carne de sol desfiada; morango, chocolate ralado e leite condensado...).
Dobre a tapioca ao meio, fechando-a e sirva-se.




Tapioca do Nordeste

TOMATE RECHEADO

4 tomates grandes e firmes
1 xíc de arroz integral cozido com sal, cebola e alho
1 ovo levemente batido com o garfo, retirando a película que encobre a gema
Salsinha e cebolinha picadinha
1 colher de requeijão cremoso (http://www.cardapioalternativo.com.br/2012/04/requeijao-cremoso-caseiro.html)
Pitadinha de sal (e pimenta)
Cogumelos (em conserva) picadinhos
Azeitonas verdes picadinhas
4 fatias de muzzarella

Corte as tampas dos tomates (parte do nozinho), retire todo o miolo, vire-os para baixo, deixando escorrer todo líquido.
Enquanto isso misture os outros ingredientes, exceto o queijo. Recheie os tomates. Cubra cada tomate com uma fatia de muzzarella dobrada em 4. Se desejar, polvilhe orégano. Asse em forno quente, por no mínimo 20 minutos. O queijo deve ficar bem dourado.

Sugestão: fica delicioso com abobrinha também, ao invés do tomate. Mas precisa assar um pouco mais para ficar macio.

Tomate

POTÁSSIO, PRA QUÊ?

Retirado de: http://www.liberoalimentos.com.br/2012/01/potassio-top-10-alimentos-ricos-em-potassio.html

Sem potássio seu coração não funciona e seus músculos não se movem, ou seja, você não vive. O potássio é um mineral muito importante para o bom funcionamento de todas as células, tecidos e órgãos do corpo humano. Ele é fundamental para a função cardíaca e desempenha um papel fundamental na contração muscular. Além disso, foi mostrado que o potássio ajuda reduzir a pressão arterial.

Manter o equilíbrio certo de potássio no organismo depende da quantidade de sódio e magnésio no sangue. Muito sódio – comum em dietas ocidentais que usam muito sal – pode aumentar a necessidade de potássio que serve para neutralizar o efeito prejudicial de sódio.


Alimentos ricos em potássio

O nível recomendado de ingestão de potássio para um adulto saudável é 4.700 mg por dia. Abaixo, segue uma lista dos top 10 alimentos ricos em potássio. Para surpresa de todos, a banana está lá atrás.

1. Batata (média) – 952 miligramas de potássio
2. Molho de tomate (1 xícara) – 811 mg
3. Feijão branco (1/2 xícara) – 595mg
4. Batata doce (média) – 542 mg
5. Abacate (metade) – 507 mg
6. Leite de cabra (1 xícara) – 498 mg
7. Soja (1/2 xícara) – 485 mg
8. Beterraba (1 xícara/ralada) – 442 mg
9. Damasco (1 xícara/fatiado) – 427 mg
10. Tomate (1 xícara/ fatiado) – 427 mg
11. Banana (média) – 422 mg

Banana só na 11˚colocação! Surpreendente não?

Goma xantana vs. goma de guar

Retirado de: http://vidassemgluten.blogspot.com.br/2012/06/goma-xantana-vs-goma-de-guar.html?m=1

O post de hoje é a tradução de um artigo encontrado no blog da empresa Bob's Red Mill, uma das mais conhecidas empresas norte-americanas a venderem farinhas sem glúten. Nele, abordam-se as diferenças e finalidades das gomas mais usadas na culinária sem glúten, a goma xantana e a goma de guar.


"Se começou há pouco na culinária sem glúten pode perguntar-se: "Qual é a diferença entre a goma xantana e a goma guar?" Ambos os ingredientes são frequentemente usados em receitas sem glúten o que pode parecer exótico à primeira vista, mas ambos servem o mesmo propósito geral de espessar e emulsionar. Simplesmente, estes dois ingredientes ajudam a manter as suas misturas de farinhas, misturadas. Evitam que as gotículas de óleo se colem e separem, e que as partículas sólidas criem sedimentação no fundo. Pode usar apenas uma ou a outra, ou, às vezes, para melhores resultados, pode usá-las juntas.
Em receitas convencionais que contenham farinha de trigo, centeio, cevada, ou triticale, a proteína que é o glúten exerce, nestes quatro grãos ,o mesmo propósito que a goma guar e a goma xantana fazem na culinária sem glúten. A proteína do glúten é o apoio nas receitas tradicionais para fazer a massa engrossar, e manter as bolhas de ar presas para manter as suas preparações ​​leves e fofas. A goma de xantana tende a permitir que os amidos colaborem em manter o ar preso, enquanto a goma de guar ajuda a manter as partículas grandes em suspensão.
Uma das diferenças entre os dois produtos é o seu local de origem. A goma de guar é feita a partir de uma semente nativa da Ásia tropical, enquanto a goma xantana é feita por um microrganismo chamado Xanthomonas Camestris.
Na cozinha, existem também diferenças importantes na utilização da goma xantana vs goma de guar. Geralmente, a goma de guar é boa para alimentos frios tais como gelados ou recheios, enquanto a goma xantana é melhor para produtos de pastelaria. A goma xantana é a escolha certa para pães com fermento. Os alimentos com alto teor de ácido (como o sumo de limão) podem fazer a goma de guar perder as suas habilidades de espessamento. Assim, em receitas com citrinos, deverá usar goma xantana ou aumentar a quantidade de goma guar a utilizar.
No geral, o melhor é adicionar tanto a goma xantana como a goma de guar ao óleo da receita, misturando completamente o óleo e a goma antes da adição dos restantes ingredientes líquidos. Com uma centrifugadora ou um processador de alimentos, deverá conseguir que as gomas se dissolvam bem.
A diferença final entre as duas gomas é a variação nas quantidades que precisa para diferentes alimentos. Não existem regras rígidas e rápidas para combinar as duas gomas; você terá que experimentar por si mesmo para ver o que funciona melhor nas suas receitas. Se decidir usar apenas uma ou outra, aqui estão algumas medidas úteis para os alimentos mais populares:
Quanta goma xantana na culinária sem glúten?
Bolachas .................................... ¼ colher de chá por 140 gramas de farinha
Bolos e panquecas .................... ½ colher de chá por 140 gramas de farinha
Muffins e pães rápidos ............ ¾ colher de chá por 140 gramas de farinha
Pães ..................................... 1-1 - ½ colher de chá por 140 gramas de farinha
Massa de pizza ............................. 2 colheres de chá por 140 gramas de farinha
Molhos para salada ... Use ½ colher de chá de goma xantana por cada 240 ml de líquido.
Quanta Goma de Guar na culinária sem glúten?
Bolachas .................................... ¼ a ½ colher de chá. por 140 gramas de farinha
Bolos e panquecas .................... ¾ colher de chá por 140 gramas de farinha
Muffins e pães rápidos ............. 1 colher de chá por 140 gramas de farinha
Pães ..................................... 1 - ½ a 2 colheres de chá por 140 gramas de farinha
Massa de pizza .............................. 1 colher de sopa por 140 gramas de farinha
Para alimentos quentes (molhos, ensopados) ... Use 1-3 colheres de chá por um quarto de líquido.
Para alimentos frios (saladas, gelados, pudins) … Use cerca de 1-2 colheres de chá por um quarto de líquido."


PIZZA ALTERNATIVA

Massinha sem glúten (feita com a mistura de farinha sem glúten), e umas coberturinhas à gosto: molho de tomate caseirinho, queijo muzzarela, salame tipo blumenau, orégano e manjericão fresco!

BOLO DE ANIVERSÁRIO

Com marshmallow e amendoim!
Fiz uma receitinha de rocambole, assei em forma de silicone.
Após esfriar, passei um recheio de doce de leite (pode ser doce de soja Olvebra),
misturado com nata/creme de leite (ou creme de soja),
mesma medida de cada (usei 3 colheres sopa de cada).
Polvilhei amendoim torrado ligeiramente moído.
Na cobertura passei marshmallow...
(2 claras em neve amornadas batidas com 4 colheres sopa de açúcar)
e amendoim!!!

SOPA DE ABÓBORA

Minha sogra gentilmente doou um pedaço de uma abóbora pescoçuda enooorme. Agora é correr para gastar a dita cuja e dá-lhe criatividade.  Pro almoço, tratei logo de preparar uma sopa cremosa. A receita original tem costelinha defumada e bacon frito, mas ela fica deliciosa sem as carnes também (foto).


1 kg abóbora picada
3 cebolas picadas
1 dente de alho amassado
manjericão, salsinha, cebolinha, páprica doce, pimenta e sal a gosto
Cubra com água e cozinhe em panela de pressão, por 20 minutos.
Depois bata no liquidificador ou com o mix.

Em panela separada cozinhe a costelinha suína defumada por 30 minutos. 
Em frigideira ou panela de ferro, refogue/frite bacon picadinho até dourar
(se quiser calabreza também fica bom).
Junte a carne desfiada com a sopa. Aqueça e sirva com croutons.

INVERNO PEDE SOPA!

As temperaturas por aqui despencaram! E nada como uma sopa e/ou um chá quente para manter o corpo aquecido, não é? Ainda mais em boa companhia, num lugar aconchegante, perfumado com o aroma de especiarias e temperos que exala das cumbucas fumegantes.

Sopa de pinhão com bacon frito, queijo ralado (opcional)
 e cebolinhas, do Jungle Juice.

Canjica doce, repleta de coco ralado, amendoim torrado e
canela em pó, do Jungle Juice.
Um dos melhores chás que já tomei...  cheiroso e saboroso!
Lembra os aromas do quentão...  talvez mergulhá-lo num vinho quente faça sucesso!!! rsrsrs

SUCO DE MANGA

Um dos meus muitos desejos nesta vida terrena é tomar suco de manga, à beira da piscina, trazido pela gentil "Diva". Isso mesmo! Já avisei a empregada que, se ganhar na loteria que nunca jogo uma bolada $$$, ela mudará de nome, pelo menos na minha casa. Baterei palmas, sedenta de tomar Sol, e exclamarei:

- Diva! Meu suco!

Ah... é claro que os desejos não páram por aí...  o motorista particular será "Jarbas". E nunca mais me preocuparei com vagas, baliza, trânsito, fininhas e cortadas...  

Mas falando sério agora. Manga é tudo de bom. E não mata se misturar com leite! História da carochinha, superstição, mentira braba.  Manga tem:

  • Vitaminas do complexo B (sua carência no organismo pode causar falta de apetite, fadiga, apatia e transtornos no crescimento)
  • Enzimas digestivas
  • Boa quantidade de um mineral bastante útil ao equilíbrio dos líquidos no corpo: o potássio.
  • Fósforo, magnésio e ferro, que entram na composição dos músculos, sangue, ossos, dentes e hormônios
  • Alto teor vitamínico, principalmente de vitaminas A e C, vitamina A, cuja matéria-prima é o betacaroteno, se sabe atualmente que é o melhor comabatente dos radicais livres. Os radicais livres são considerados a ferrugem do corpo, provocando envelhecimento precoce. Devido ao alto teor de vitamina A, a manga é um excelente antioxidante do organismo.
  • Vitaminas B1, B2 e B5.
  • Fósforo, cálcio, ferro, proteínas, gorduras e hidratos de carbono.

Seu uso é recomendado em casos de bronquite e escorbuto, sendo depurativa do sangue.
Experimente bater um suco com pouca água (mineral, filtrada) e depois misturar com água gaseificada, nada mais nada menos que a famosa Schorle Germânica! Fica delicioso!!! 

BOLO DE FUBÁ SEM LACTOSE E GLÚTEN



1 copo suco de laranja
2 ovos inteiros
1 copo farinha sem glúten
3 colheres sopa de fubá
3 colheres sopa de óleo
1 copo de açúcar (demerara)

Bata tudo no liquidificador,
asse em forno médio 200 graus em forma redonda,
de buraco no centro, por aproximadamente 30 minutos
 (ou até que enfiando um palito saia seco).